"Siento que Dios me llama para hacer el bien en la tierra"

P. Usera

Año 1.864

Jerónimo Usera

Sor Rocío

¡Grande es el amor de Dios! Memoria musical 1864-2014

Los días vividos en Madrid para ensayar las canciones que tantas veces había cantado, han sido una experiencia rica en vivencias y recuerdos, cada canción me trasladaba a lo vivido en mis primeros pasos de vida religiosa, canciones que me ayudaban a caminar, me llenaban el corazón, y me hacían meter dentro de mi. Me hicieron recordar, ese” LLEVAME MADRE…” el primer día que entré en la CONGREGACIÓN, “MADRE MIA NO TE ALEJES”…, me llevó a los recreos del postulantado, cada canción que ensayamos era para mi un momento de dar gracias a DIOS, y como no, en alguna ocasión, brotaron las lágrimas.
Esta experiencia ha significado para mi un retiro espiritual, un encuentro conmigo misma, el volver a recordar   las canciones que tantas veces canté y me ayudaron, los ensayos con las Hermanas y el testimonio de fuerza, constancia, oración y paciencia de la Hna. Felicia, me han dado nueva ilusión para seguir cantando las GRANDEZAS DEL SEÑOR.
Agradezco esta oportunidad que me han regalado, y le pido al SEÑOR que me ayude a seguir cantando su GRANDEZA, y que estas canciones nos den fuerza y animen a nuestras futuras generaciones a disfrutar y vivir la misión como hermanas del AMOR DE DIOS. GRACIAS, Hna. ISABEL MONFORTE

 

 Experiência musical em tempo Jubilar

Entre os dias 22 e 29 do mês de agosto, provenientes de várias Comunidades, a convite da nossa Madre Geral, Irmã Margarida, estivemos 27 Irmãs, em Madrid, na nossa casa mãe. Foram dias de intenso trabalho de ensaios, para afinar o melhor possível vozes e línguas: castelhano, latim e português, com o objetivo de gravar o CD "Grande é o amor de Deus! Memória musical 1864-2014".

Desta forma tentámos dar corpo e alma a um dos sonhos que faziam parte do elenco de ações do plano Geral do Jubileu. Nestes 150 anos de história, foram sendo compostas letras e músicas, que agora ficam refletidas nesta obra de arte, dois CDs de músicas originais e outras que consideramos nossas, por fazerem parte da nossa cultura congregacional.

Como não dar graças a Deus por esta experiência, de podermos contactar mais de perto com as letras e as músicas, que nos remetiam para a origem e cultura da Congregação, desta história feita vida, que atravessou estes 150 anos a testemunhar o Amor de Deus. Quanta alegria pudemos experimentar ao longo destes dias, pois a manifestação do Amor de Deus foi grande para connosco, proporcionando-nos um maior contacto como família Amor de Deus. Como foi bonito o intercâmbio de várias gerações de Irmãs, que reviveram os tempos de noviciado e juniorado. Diante do reportório de tantas canções não faltaram motivos de entusiasmo e de alegria pelo dom da vocação e do Carisma revelados na partilha fraterna. Quantas vivências desses tempos memoráveis, dessa história tão longe e tão perto!

Podemos dizer, que nesta tarefa exigente, houve muita partilha e comunhão, muita entrega e generosidade, muito tempo de ensaio e sintonia, para pôr de pé este sonho que a todas entusiasmava, cada dia que passava. Cremos que vai ser um meio muito apreciado e que nos levará a escutar com frequência em ocasiões de celebração e de festa.

Queremos agradecer o acolhimento das Irmãs da Casa Geral e às Irmãs do Governo Geral um grande obrigada por esta oportunidade que nos deram, de viver esta experiência maravilhosa e inesquecível! Temos a certeza que todas as Irmãs envolvidas neste projeto partilham dos mesmos sentimentos.

Que toda família Amor de Deus, neste tempo jubilar, possa escutar e saborear este fruto musical e vivenciar que "Grande é o Amor de Deus!"

 Irmãs Ana Ribeirinha e Graça Guedes

  

caratula

 

texto